A emoção da Codman Lecture 2019

Ernest Amory Codman (1869-1940) é considerado o “pai da cirurgia do ombro” devido a sua clássica e pioneira publicação “The Shoulder”, de 1934, uma edição limitada a 300 exemplares paga pelo próprio autor, já que a editora não acreditou na vendagem do título. O irrequieto médico do Massachussets General Hospital foi pioneiro também em avanços na radiologia, anestesiologia, cirurgia da úlcera duodenal, sarcoma ósseo (primeiro banco de dados sobre o tema), administração hospitalar, e, principalmente, o conceito de “End Result Idea”, que é o resultado final a longo prazo de qualquer tratamento médico. Este conceito confere a Codman o status de pioneiro também na epidemiologia e na estatística.

Desde 1980, na realização do Primeiro Congresso Internacional de Ombro (1st ICSS), em Londres, organizado e presidido por Lipman Kessel e secretariado por Ian Bailey, a “CODMAN LECTURE” é o ponto alto do evento, onde um palestrante apresenta um tema relevante, sendo este o momento mais importante da vida científico-institucional de um cirurgião do ombro convidado.

Steve Burkhart, de San Antonio, Texas, EUA, foi o indicado para a Codman Lecture do 14th ICSES / 6th ICSET em Buenos Aires. O tema escolhido foi “SHOULDER ARTHROSCOPY – a bridge from the Past to the Future” . Com a humildade que lhe é peculiar, Burkhart informou sobre as dificuldades de estabelecer os novos conceitos, das técnicas inéditas, das 48 patentes e dos quase 250 outros itens que participou da concepção e desenvolvimento. Quase ao final da icônica conferência, anunciou que o seu último dia como cirurgião seria em 31 de outubro de 2019. Aquele slide de fundo negro tocou a emoção de mais de 1.500 participantes que se acotovelavam no Salão Pacífico do Hilton Convention Center. Muitos dos colegas permitiram que lágrimas de respeito e admiração escorressem pelos semblantes perplexos. Aplaudido de pé por mais de cinco minutos, “Steve”como permite ser chamado em círculo mais íntimo, proporcionou o momento mais emocionante da história dos ICSES até o momento.

Não tive outra reação que não a de levantar o seu braço, imitando o gesto do tatame. Mais tarde, ele me agradeceu por ter segurado o seu braço, pois ele estava muito inibido diante do prolongado aplauso e das luzes que ofuscavam a sua visão. Na mesma conversa, confidenciou que aquela conferência de exatos 30 minutos tomou 8 meses da sua agenda para a finalização. Características que aproximam Steve Burkhart de Ernest Codman, gênios em tempos seculares diferentes. Obrigado, gênios !

Na foto: Gonzalo Gomez, apresentou o palestrante, Daniel Moya, presidente do 14th ICSES, Steve Burkhart, palestrante da 14ª Codman Lecture, Osvandré Lech